quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Videogames e política... serious business!


Foi-se o tempo que o o videogame era só um meio de intretenimento, tido por muitos como infantil. A indústria dos videogames cresce cada vez mais, e só besta não vê isso.

Como visto no Portal G1, uma grande prova disso é o mais novo meio que o candidato à presidência dos EUA Barack Obama encontrou para a publicidade de sua campanha: jogos de videogame. Os ambientes online de jogos como "Burnout Paradise" (foto ao lado) e "Madden '09" do console Xbox 360, da Microsoft, receberam outdoors virtuais do candidato.

Num país onde 49% dos jogadores de videogame estão na faixa dos 18 aos 49 (ou seja, são eleitores), isso é uma jogada de marketing muito bem sacada!

Apesar de disso, Obama recentemente disse em um de seus discursos para os pais desligarem as TVs e os videogames e lerem um livro para seus filhos. Apesar de gamemaníaco inveterado, adimiro as sábias palavras do homem.

3 comentários:

Sanger/Regnas disse...

Olá!!!
A equipe do Obama é muito boa mesmo. Ao mesmo tempo que clama para que os americanos deixem o videogame para ler livros, ele utiliza de uma nova mídia para vse promover.
Já ganhou a disputa....
Abraços!

Marcelo disse...

Acho que tudo é válido quando se trata de mídia. Esses caras são muito bons. Agora, eu não confio nesse cara.
Ele tem nome de ditador (Hussein é o nome do meio), quase nome de terrorista (OB(S)AMA) e o pior, parece filho do Dadá Maravilha. (procure na internet em Google imagens e veja o que eu estou falando)
Dadá era muito perna de pau, mas fazia gol de tudo que é jeito..
Acho que o Obama é o filho bastardo do Dadá..
rs
rs

Flávia Damato disse...

Marquinhos,

Eu até ia comentar esse post, mas depois d ler o comentário do Marcelo, desisti, e deixei só estas poucas palavras. rsrs

Abç!!!