terça-feira, 7 de julho de 2009

Rest in peace, King


Michael Jackson morreu e o espetáculo em homenagem a sua vida acaba de ser exibido. Vários artistas famosos, amigos e família do cantor participaram, dando seu testemunho sobre o astro. Mas é inegável que ele esteve presente em muitas outras vidas, atrvés de seu trabalho, inclusive na minha.

Quando pequeno, eu era conhecido no colégio por imitar o Michael Jackson junto com um grande amigo no intervalo das aulas (pra nossa integridade moral, não há registro disso nem em fotos nem em vídeo, né, Zé?). Cresci ouvindo sua música, e mesmo quando estive em minha fase "metal" nunca deixei totalmente de respeitar e apreciar o trabalho do Rei do pop. Grande parte de meus amigos deve lembrar de mim fazendo uma desengonçada imitação da coreografia de Thriller durante minha adolescência.

Sábado passado, enquanto conversava com amigos, ficamos imaginando a possibilidade de sua morte não passar de um golpe publicitário e ele levantar no meio da homenagem, cantando Thriller (juro que se ele fizesse uma dessas eu colava um poster do sujeito na minha parede no dia seguinte). Infelizmente, não foi assim.

Enfim, é uma lástima que um gênio da música tenha partido tão cedo. Vá em paz, Michael, e espero que ajude a curar o mundo de onde você esteja.

"Michael Jackson não era estranho. Estranho era o mundo com o qual ele teve de lidar"

5 comentários:

Laila disse...

Hmm
Até reconheço o talento do cara, mas decididamente achei muito mórbida a tal homenagem...

obs.: quem nunca teve uma fase metal? hauahauhauah

marilia.rios disse...

bem... concordo... e achoq o mundo ta cada vez pior.. serinho.. todo mundo morrendo... =[ já parou para pensar nos nossos filhos? o q eles vão considerar classicos? da ate medo de pensar.........

bjuuu

Rodolfo Diniz disse...

Respeito e muito tudo o que ele fez no âmbito profissional, foi realmente um dos grandes gênios da música, até citei ele no meu post de inauguração do meu Blog lá hoje. Depois dá uma olhada lá se puder. http://odiariodoocio.blogspot.com

Neto disse...

Nossa!!!

Que saudade cara, era legal aquele Balbina (pelo menos nos primeiros anos)! O que mais refleti sobre ele, é como pode ser uma pessoa tao bem sucedida no que faz, se dar tão bem, e ser tão infeliz??

Saudade daquele tempo Marcus Jackson!!! hahahahahahha

abraçao meu irmao!!!
vlw!!

Trevo sem Folhas disse...

pow até eu que num curtia muito o estilo de música, aprendi a apreciar... XD