domingo, 28 de março de 2010

Garo

Fala, cambada!

Passando pelo J-Box, vi que vão lançar um novo filme da série Garo, usando tecnologia 3D, chamado the Red Requiem. Como sei que essa excelente série é bem desconhecida por aqui, vim falar um pouco da mesma.

Garo é uma obra que veio para revolucionar o conceito dos tokusatsu (seriados japoneses de super heróis). Com temas mais adultos que o normal para uma série deste tipo, melhores coreografias e efeitos especiais mais modernos, a série foi um grande sucesso nas madrugas japonesas.

A maldade contida nos corações humanos faz com que bestas demoníacas conhecidas como Horrors venham à Terra. Estes seres possuem corpos de seres humanos ou objetos para poderem se manter em nosso plano, para que possam se alimentar de outros seres humanos. Felizmente, existem os Cavaleiros Makai, poderosos guerreiros que dedicam suas vidas para caçar e destruir Horrors. O principal poder dos Cavaleiros Makai é o de invocar uma armadura infernal, que os torna muito mais poderosos, ainda que por um período limitado de tempo.

A história é protagonizada por Saejima Kouga, o Cavaleiro Makai Garo (Lobo Dourado), de 25 anos, que dedica totalmente sua vida à caçada dos Horrors. Homem frio e de poucas palavras, segue as ordens de 3 meninas conhecidas como As Guardiãs, responsáveis por selar Horrors derrotados e mandá-los devolta ao Makai (Inferno). Um dia, conhece uma jovem pintora chamada Kaoru, que durante um combate de Kouga, é acidentalmente banhada pelo sangue de um Horror. O código dos Cavaleiros Makai diz que pessoas banhadas e infectadas pelo sangue dos Horrors devem ser eliminadas, mas como o cheiro do sangue iria atrair a atenção de outros Horrors, Kouga decide usar Kaoru como isca para facilitar sua caçada (heróico, não?). Mas o destino guarda surpresas para Kouga e Kaoru, e um sentimento começa a surgir entre os dois.

No decorrer da série, surge também Suzumura Rei, o Cavaleiro Makai Zero, que, ao contrário de Kouga, possui uma personalidade amigável, possuindo um grande ódio por Garo. Existem outros personagens de apoio, como o mordomo Gonza, mordomo que criou Kouga após a morte de seu pai (herói frio criado por mordomo... onde já vi isso antes?) e Zaruba, um anel inteligente de Kouga, cuja voz é dada pelo cantor japonês Hironobu Kageyama.

A história é muito interessante, cheia de reviravoltas e prende até o último episódio; impossível assistir os primeiros episódio e não ficar curioso pra saber como tudo vai terminar. Já de início, seus temas mais adultos e algumas cenas mais fortes que o normal já chamam a atenção. Pela primeira vez temos um anti-herói protagonizando um tokusatsu, que foge totalmente do padrão de herói desse gênero. As cenas de ação e efeitos especiais são muito bem feitas, tendo lutas muito bem-coreografadas que parecem ter saído de um anime.

A quem tenha interessado, a série pode ser encontrada completa no site Tokuschool. Quem gosta de animes e temas sobrenaturais aliados a uma boa história pode assistir sem medo. Pra fechar, deixo o trailer do novo filme que estreará em breve nos cinemas japoneses.

3 comentários:

Trevo sem Folhas disse...

Maneiro o review...ainda mais p/ fãs de Tokusatsu como eu. Mas por hora eu ainda digo: HENSHIN

Bia Chun-li disse...

Eu já conhecia essa série. Tinha visto alguns capítulos na casa de uma amigo meu no RJ.

É uma ótima pedida para quem já está saturado dos heróis coloridos ou quer ver algo diferente.

Rafael disse...

Os efeitos parecem ser bons e a história também. Valeu!