domingo, 1 de novembro de 2009

O discurso dos mangás e animes.


Meu recente trabalho de conclusão de curso na pós-gradução baseou-se no discurso. Focault definia o discurso como um conjunto de enunciados que abriga princípios de regularidade em uma mesma formação discursiva. O filósofo e linguísta Mikhail Bakhtin dizia que a verdadeira substância do discurso é constituída pelo fenômeno social da interação verbal, ou seja, todo discurso transmitiria uma mensagem social, uma ideologia implícita.

Neste ponto, chegamos aos mangás e animes, respectivasmente as histórias em quadrinhos e desenhos animados japoneses. As peculiaridades dos mangás se apresentam em diversas formas, e no conteúdo de suas histórias, diversos temas recorrentes que carregam a essência do povo japonês.

Analisando os mangás e animês como uma narrativa, com base na teoria do discurso de Bakhtin, é possível enxergar nos mangás e animes as ideologias e características do povo japonês, analisando como as histórias destas mídias carregaram características marcantes da história e da sociedade japonesa.

Trarei então uma série de artigos extraídos de meus estudos nesta área, a fim de compartilhar com os leitores deste humilde folhetim virtual. Espero que esta minha tentativa de juntar minha bagagem nerd aos meus estudos seja uma leitura agradável a todos.

Estarei publicando a primeira parte destes artigos por estes dias, então, fiquem de olho. ^^

3 comentários:

Laila disse...

"Estarei aguardando" ansiosamente!
=P

Trevo sem Folhas disse...

Estou vigilante! 0_0

Rodolfo Diniz disse...

Tarde mas cá estou comentando, também no aguardo da publicação dos artigos.